capa
InstagramTwitterFacebook

anuncie

25/08/2019

directv

A arte nas veias: Artista portuguesa se prepara para sua nova coleção em Philadelphia

marta 1

Aleks AndradePor ALEKS ANDRADE

As artes plásticas e a moda seguindo o mesmo caminho. Transmitindo emoções através de objetos, cores e texturas. Este será o foco para a próxima coleção da artista Marta Abrantes para a sua marca GoldenGirl. O objetivo da artista é proporcionar o real e o imaginário juntos, em uma única obra. A coleção está prevista a ser lançada em outubro deste ano, através do evento já conhecido na comunidade brasileira e portuguesa, MODA. Em breve, a artista também disponibilizará peças à venda na Sophy Curson, uma boutique no centro da cidade.

Esta será a segunda vez que a artista participará do evento MODA, que é realizado pelo Philadelphia Portuguese Heritage Commission. No ano passado, ela apresentou sua primeira coleção da marca “GoldenGirl”. “No desfile apresentei a coleção ‘GoldenGirl a Paris’, na qual eu desenhei os acessórios e as roupas; foi um trabalho bem aceito pela comunidade”, afirma Marta, que é um múltiplo talento. Suas obras têm forma, cores e sentimentos únicos, expressados em cada linha desenhada. Em suas telas, as cores vivas transmitem paz, harmonia e felicidade. Nas roupas desenhadas, nitidamente é possível perceber a beleza que a artista consegue passar, e os acessórios são de um capricho inigualável.

obra marta
Obra de Marta Abrantes exposta há 10 anos na Temple University, em Philadelphia

A artista já está trabalhando há dois meses na nova coleção. Os desenhos das novas peças foram mostradas com exclusividade para o JORNAL POPULAR USA, e já posso adiantar, que são obras com estilos diferentes das exibidas no ano passado. Para quem gosta de manter atualizado no mundo da moda, não pode perder a nova exibição, que tem tudo para ser um sucesso. “Quando eu pensei nesta nova coleção, imaginei criar peças que poderiam enriquecer os looks básicos do dia a dia das meninas da cidade, para que elas se sintam mais brilhantes e elegantes só adicionando uma peça, que de repente, muda o look por completo”

A artista    

A arte corre nas veias de Marta Abrantes. Desde criança, ela já se identificava com um lápis e um papel nas mãos. “Sempre fui apaixonada pela arte desde a pré-escola. Lembro que eu gostava de desenhar e uma vez teve um concurso, o desenho que ficasse em primeiro lugar seria divulgado através de Stikers (adesivos) na comunidade. Eu ganhei e todas as pessoas da comunidade receberam o adesivo. Eu visitava a casa de alguns conhecidos e meu desenho estava lá, colado na janela ou na parede, então, aquilo me despertou, acho que gostei da atenção”, lembra.

Segundo a artista, algumas pessoas contribuíram para seu desenvolvimento. “Eu cresci com meus pais, mas tive boa influência também da minha madrinha e do padrinho dela. Ele era um engenheiro, uma pessoa muito bem estudada, que me dizia: ‘a melhor forma para você aprender a desenhar é copiando’. Então, ele me dava fotografias de passarinhos e eu colocava o papel por cima, e desenhava por horas”, conta.

Entre cursos e especializações, Marta se formou em “Design de Gravuras” (Printmaking) pela Temple University, em Philadelphia, e ganhou o certificado de “Design e Moda”, em Portugal, seu país de origem. “Já lecionei por 10 anos em Philadelphia, no Abington Art Center, em uma pré-escola, no centro da cidade, entre outras, ao longo dos anos”. De acordo com a artista, em 2007, ela percebeu uma necessidade por mais educação e, foi então, que resolveu se aprofundar no seguimento da moda. “Comecei com desenhos e confecções de acessórios. Depois que eu fui desenvolvendo na área, fui conquistando mais admiradores, e inclusive, na época, meu trabalho foi destacado por publicações da comunidade artística, no centro da cidade”, lembra.

A busca por novos desafios no mundo da arte continua para a artista. Ao longo dos anos ela vem descobrindo, que a arte é muito mais, do que uma forma de se expressar artisticamente. ”A arte também é uma terapia, inclusive, vou estudar em meu mestrado a terapia da arte, com intenção de ajudar as pessoas a solucionarem problemas emocionais”, relata. O interessado em conhecer as obras criadas pela artista deve acessar no Facebook, o grupo GoldenGirl. Também deve ficar atento as próximas edições do JPUSA, pois qualquer novidade sobre o trabalho da artista será acompanhado por nós.

Olho:

“Eu trabalho com o abstrato e um pouco do realismo, sinto que passa mais emoção. A arte é um modo de vida pra mim, sempre tive afinidade com ela. O maior artista é Deus, por tanto, vejo arte na natureza em todos os lados”.