capa
InstagramTwitterFacebook

anuncie

17/10/2018

directv

Como os hormônios podem favorecer o emagrecimento ?

coma emagreca 201607 (2)

Certamente você já ouviu milhares de vezes que para emagrecer e necessário se alimentar de forma equilibrada e praticar exercícios físicos. Mas para realmente ter o corpo e a saúde que você quer, é importante entender como funciona e como os hormônios podem nos ajudar. Sim, existem hormônios que são responsáveis pela velocidade do nosso metabolismo, e como eles podem nos ajudar no combate as gorduras localizadas. Os hormônios são responsáveis por todo o equilíbrio funcional do nosso organismo. O fluxo hormonal controla quase todos os aspectos da nossa composição corporal, sinaliza quando você está com fome e onde você pode armazenar mais gordura.

Insulina, glucagon, testosterona e GH. Aliados do emagrecimento!

Insulina: A insulina é um hormônio produzido no pâncreas e também regula os níveis de açúcar no sangue. Sempre explico aos meus pacientes que: O carboidrato é transformado em açúcar no organismo, e quando ingerimos altas doses de carboidratos, muita insulina é liberada e ira percorrer nossa corrente sanguínea, a fim de, coletar o excesso de glicose no sangue e armazená-la em forma de gordura. Digo que a insulina e os carboidratos têm uma relação “bem quente”, pois quanto maior a ingestão de carboidratos, maior será a quantidade de insulina liberada.

Segredo do emagrecimento! Somente com baixos níveis de insulina o nosso corpo será capaz de liberar e transportar gordura estocada para ser oxidada. (quebrada).

Glucagon: Quando o nosso organismo estiver com uma taxa muito baixa de açúcar no sangue, o hormônio a ser liberado é o glucagon, que faz com que o corpo libere o açúcar que está armazenado nos tecidos magros (músculos) ou gordura para a corrente sanguínea.

Como potencializar a insulina e o glucagon em favor do emagrecimento

  • Coma carboidratos a partir de vegetais e algumas frutas.
  • Diminua o consumo de grãos, arroz, macarrão, bolos etc..
  • Coma várias refeições ao dia em curtos períodos de tempo. É uma estratégia inteligente de manter níveis de glicose e insulina controlados. Mas se você souber selecionar os tipos de alimentos que contem menos carboidratos, poderá fazer 3 refeições ao dia e ainda sim emagrecer bem!
  • Aumente a sua ingestão de fibras. Vários estudos afirmam que quanto maior a ingestão de fibras, melhor será a sensibilidade à insulina e menor o risco de diabetes.
  • Estudos afirmam que o consumo de proteínas ajuda a controlar a fome e consequentemente favorece a perda de gordura. Pois mantem equilibrado o nível de açúcar no sangue.

Testosterona: A testosterona é um dos principais hormônios envolvidos na queima de gordura corporal. Atua na construção e manutenção da massa muscular. Além disso, também afeta atividades metabólicas, como produção de células do sangue na medula óssea, formação do osso, metabolismo de lipídios, metabolismo de carboidratos, função hepática e crescimento da próstata nos homens. Nos homens é pelos testículos e nas mulheres pelos ovários. Uma das funções da testosterona é desenvolver e manter as características masculinas em níveis normais, além disso, é responsável por controlar a excitação sexual, a agressividade e pode acelerar o seu metabolismo. É uma peça fundamental na construção muscular e na queima de gordura. Infelizmente com o passar os anos, nosso organismo diminui a produção de testosterona, sendo uma das principais causas da crise da meia-idade. Como o metabolismo fica mais lento, nosso corpo fica mais propenso a armazenar aquela indesejada gordura.

GH (hormônio do crescimento): Sua liberação ocorre através da hipófise. O GH participa da manutenção do controle do açúcar no sangue, ajuda a prevenir alterações da função cardíaca e produz uma sensação de bem-estar, diminuindo sintomas de depressão. Atua na manutenção da libido e mantem a saúde do sistema imunológico, Além disso, atua no controle do colesterol, é altamente anabólico no tecido muscular e catabólico de massa gorda, ou seja, ajuda a construir músculos e queimar gordura. Porém, a produção deste hormônio diminui muito durante a meia-idade, e esta é uma das razões para o nosso envelhecimento, mais especificamente pela perda de massa muscular e óssea, além da diminuição da elasticidade da pele.

Dicas para aumentar o nível de Testosterona e GH

  • Durma adequadamente, pois o HGH é produzido pelo organismo durante o sono. Estudos apontam que a falta de sono é diretamente relacionada com alterações no metabolismo da glicose, provocando também uma resistência à insulina. Com os níveis de insulina elevados, os níveis de hormônio do crescimento são inibidos.
  • O exercício físico foi considerado um potente estimulador da síntese de GH. Faça treinos intervalados de alta intensidade. Além da maior queima de gordura e musculatura preservada, estudos apontam que este tipo de treino estimula a produção de hormônio de crescimento em até 450% durante as 24 horas após terminar o treino;
  • Retarda o processo de envelhecimento;
  • O GH diminui a captação de glicose em vários tecidos; aumenta a queima de gordura no tecido adiposo, na musculatura esquelética e cardíaca.
  • Consuma, peixes, ovos, abacates, amêndoas, azeite de oliva, óleo de coco, frutas cítricas, vegetais verdes.

Segredo do emagrecimento: A testosterona, GH e insulina são três dos mais poderosos hormônios para emagrecer e construir músculos que nós podemos ter como aliado.

Dicas de suplementação: Vitamina B1: Converte carboidratos e açúcares em energia. Ou seja, transformar a batata doce do pré-treino em energia para os exercícios. Vitamina B2: Converte os alimentos em energia, tornando-a disponível para o metabolismo e permitindo a chegada de combustível nos músculos. A B2 ainda apresenta atividade antioxidante e atua na produção de hemácias. Vitamina B3: Converte os alimentos em energia. Vitamina B5: Querinha dos praticantes de musculação. A B5 atua no metabolismo dos carboidratos e gorduras. Também é responsável pela produção de hormônios do estresse e sexuais – entre eles a testosterona.  Vitamina B12: Acelera o metabolismo fornecendo energia ao organismo, tornando-o mais ativo e ajudando no emagrecimento.  Ômega 3: O ômega 3 pode melhorar a sensibilidade do corpo à insulina. Aumenta a absorção da glicose – que favorece a perda de gordura corporal de modo saudável.

Segredo do emagrecimento! Alimentação adequada e equilibrada de acordo com suas atividades diárias, exercícios regulares e descanso são as armas para mantem a saúde e o seu emagrecimento em dia!.